Este blogue é atualizado de acordo com os resultados obtidos após atenta e minuciosa pesquisa.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

segunda-feira, 27 de junho de 2016

A

A DESORAS - fora de horas
ABEGÃO - carpinteiro
ABOMINÁVEIS - detestaveis, desprezíveis
ABROLHOS - contrariedades, sofrimentos
ABUSINADA - alapardada, sentada, refostelada
ACALANTOS - cantigas para adormecer crianças
ACÊRBA - severa, cruel
ACHANTRAR - (em calão) esconder
ACHEGAS - opiniões, auxílios, apontamentos
ACINTE - de propósito, de caso pensado
ACOITE - dar guarida, acolher
AÇORDA - migas de pão
ACOSSADAS - perseguidas, atormentadas
ACRISOLADO - purificado
AÇULADA - provocada, incitada
ACUTILANTE - fracturante
ADEJANTE - de movimentos livres, que voa
ADIÇA - mina de ouro que existiu entre Almada e Sesimbra. Serra de Portugal (Beja)
ADULADO - lisonjeado, bajulado servilmente
ADVERSOS - opostos, contrarios
AFÃ - ânsia, trabalho, sofreguidão
AFAGAR - acariciar, ameigar
AFIAMBRADA - apurada no trajar
AFICIONADOS - fãs de corridas de touros
AFOITO - corajoso, ousado, audaz
AGIOTA - interesseiro, especulador
AGOURO - previsão supersticiosa, bruxedo
AGRESTE - inculto, agressivo, bravio, grosseiro
AGUILHÕES - sofrimentos, vara com ponta de ferro usada para picar os bois
AJAEZADO - adornado, aparelhado
ALA-ARRIBA - voz que indica incitamento: "vamos, adiante, em frente
ALABASTRINO - branco de mármore
ÁLACRE - vivo, alegre
ALADO - com asas
ALAMAR - cordão de requife ou metal para abotoar a frente de vestuário
ALANCEIA - atormenta, aflige
ALARDE - aparato, ostentação, alarido
ALAZÃO - cavalo cor de canela
ALCANTILADA - talhada a pique
ALCANTIS - talhados a pique, íngremes
ALCATEIA - quadrilha de malfeitores
ALCATRUZES - vaso que passa pela nora com o qual se tira a água e o lodo
ALCOUCE - lugar de prostituição, bordel
ALEGRETE - (Manuel Teles da Silva. Marquês de Alegrete. Escritor e poeta amigo do fado
ALENTO" - ânimo, entusiasmo
ALEXANDRINO - diz-se do fado com doze sílabas
ALFANGE - sabre, espada curva
ALFIM - afinal, enfim
ALFOMBRA - campo arelvado
ALFORRIA - libertação
ALGOZ - carrasco, pessoa cruel
ALMOCREVE - condutor de bestas de carga, carregador
ALPERGATAS - sapatos de pano ou tiras de couro
ALQUEBRADO - enfraquecido, doente
ALQUILADOR - que aluga cavalgaduras para transporte
ALQUIMIA - a química da idade média
ALTANEIRA - altiva, magestosa
ALTER - raça de cavalo português
ALTIVEZ - soberba, orgulho
ALTRUÍSMO - dedicação ao seu semelhante, amor ao próximo
ALUMBRAS - iluminas, deslumbras
ALVAR - estúpido, parvo
ALVARÁ - licença, autorização para o exercício de qualquer actividade comercial
ALVÉOLAS - mulheres magras e franzinas
ALVITO - vila do concelho de Beja
ALVOR - primeiras luzes do dia
ÂMAGO - o centro, a essência
AMANHO - arranjo, preparo
AMANTILHADO - envolto numa mantilha ou xaile
AMARFANHA - humilha, amachuca, vexa
ÂMBAR - substância sólida e oleosa de perfume suave
AMOFINA - aflige, arrelia
AMORA - lugar do concelho do Seixal (Setúbal)
AMORDAÇA - impede, violenta, tapa a boca
AMURADA - muro, varandim
ANÁCRONO - retrógrado, de tempos passados
ANAIS - história de acontecimentos feita ano a ano
ANALOGIA - semelhança, parecença
ANCESTRAL - antigo, relativo a antepassados
ANCIĀO - antigo, homem muito velho
ANDAR AOS BALDÕES - à desventura, às contrariedades, ao infortúnio
ANDARILHO - que anda muito
ANDEIRO - (calão) prisão do Limoeiro
ANDRAJADO (mal)  - mal vestido, com roupa rota e suja
ANELOS - desejos ardentes, ânsia, aspirações
ANIQUILA" - reduz a nada, extingue, abate, destroi
ANTANHO (de) - de outrora, dos tempos passados
ANTE - perante, diante de:
APÊRO - fita de couro, arreios
ÁPICE - momento, instante
APORTEI - cheguei ao porto, fundeei, ancorei
APOUCA - rebaixa, amesquinha, humilha
AQUIETA - apazigua, serena, acalma
ARABESCOS - ornamentos artísticos árabes
ARANHOTA - sardinha
ARAUTOS - mensageiros, proclamadores
ARCANOS - secretos, ocultos
ARCHEIRO - (calão) ébrio, bêbado
ARDINA - vendedor de jornais
ARGÊNTEA - prateada, da cor da prata
ARISTOCRATA - distinto, gentil, culto, da classe dos nobres, nobre, privilegiado
ARMINHO - alvura, pureza
ARPOEI - segurei com o arpão, ancorei
ARQUILHO - anel
ARRAIS - mestre ou patrão de uma embarcação
ARREBOL - vermelhidão no céu ao pôr do sol
ARROBADO – pesado
ARROJO - coragem, audácia
ARROTEAR - desbravar, educar
ARTILHEIRO - soldado de artilharia
ARVOREI - fingi, emitei, alardeei
ASCENDENDO – subindo
ASCETA - que se dedica à vida de oração, eremita
ASPÉRRIMO - áspero, grosseiro, desagradável
ÁSPIDE - pessoa maledicente
ASSAZ - suficientemente, o bastante, quanto é preciso
ASSAZ" - o bastante, quanto é preciso, suficientemente
ASSOALHA - põe a descoberto
ASSOMAR - aparecer, aflorar, emergir
ASSOMO - ímpeto, aparição
ASSOPRADO - que o vento "empurrou" com força
ASTUTO - manhoso, sagaz, traquinas
ATALAIA (estar de) - estar de sobreaviso, de vigia, a observar
ATALAIA (estar de) - estar precavido, atento
ATASQUEIRO - terra mole
ATAVIADOS - enfeitados, adornados
ATILHO - cordão para atar
ÁTOMO - momento, curto espaço de tempo
ATRÊGO - (calão alentejano) acaso
ATROPELO - desprezo, passar por cima de
ATROZ - doloroso, lancinante, desumano
ATURDIDO - perturbado, atordoado
AUDAZ - arrojado, ousado, valoroso
AUGUSTO" - magestoso, magnífico, solene, venerando
ÅUREO - brilhante, de ouro, apogeu
AUSTERA - severa, rígida
ÁVARO - avarento, sovina
AVENTAR - deitar fora
AVENTURO - aventureiro, audaz
AVERBADO - registado por meio de verba
AVIDEZ - sofreguidão, desejo imoderado
AZENHA - moínho de roda movido a água
AZOUGADAS - espertas, vivas

quinta-feira, 16 de junho de 2016

B

BACANAMENTE - bem disposto, estar bem
BACANTE - mulher de bacanais, impúdica
BAGATAS - feitiços, bruxarias
BAGRE - peixe brasileiro
BAIO - diz-se do cavalo amarelo torrado com crinas pretas
BAIXELAS - conjunto de utensílios para serviço de mesa
BALBÚRDIA - algazarra, confusão, desordem
BÁLSAMO - alívio, conforto, lenitivo
BALUARTE - bastião, sustentaculo, lugar seguro
BAMBINELAS - cortinas de ornamento no interior das janelas
BANDONEON - espécie de acordeão
BANZA - viola, guitarra
BANZÉ - chinfrim, barulho
BASALTO - rocha vulcânica, dureza
BASBAQUE - pateta, parvo, que fica espantado
BASTELO - (calão) mão
BATEL - barco pequeno
BATO - parto para : vou até
BELADONA - planta venenosa, mulher maldizente
BEM ARMADOS - diz-se dos touros de cornos grandes e pontiagudos
BENFAZEJA - que faz bem
BENQUISTA - bem vista, estimada
BEQUE - defesa esquerdo ou direito no jogo de futebol
BERGANTIM - embarcação de dois mastros
BERRAR (ficar a)  - ficar sem o dinheiro, não reaver o que lhe é devido
BICO - princípio de bebedeira
BICO D'OBRA - assunto complicado, problema
BISCOITO - (calão) bofetada, sopapo
BIZARRA - excêntrica, esquisita
BOÇAL - grosseiro, estúpido
BOGA - espécie de peixe de água doce
BOGALHÃO – valente
BOJADOR - cabo da costa ocidental de África
BOLEEIRO - cocheiro, o que dirige as bestas
BOLÊTAS - (calão alentejano) bolotas
BONDA - basta
BONINAS – pretensiosas
BORCO - de boca para baixo
BORDEL - lugar de prostituição
BOTICA - (calão) cara, face
BRABANTE - província da Bélgica
BRADO - fama, clamor, causar sensação
BRAMIDO - grito de dor e raiva
BRAVATA - ameaça arrogante, fanfarrice
BREGA - briga, luta
BREJEIRO - malicioso, brncalhão
BREQUE - variação, baile popular
BRESUNDELA - brincadeira, pândega
BRICABRAQUE - adeleiro, ferro-velho
BRIDA - à rédea solta, a toda a pressa
BRIOL - (calão) frio
BRÔNZEO - duro, inflexível
BROTAM - nascem, desabrocham, criam
BRUMA - nevoeiro, sombra, mistério
BUCÉFALO" - ordinario, sendeiro
BUCÓLICAS - simples, inocentes, poéticas
BUGANVÍLIAS - planta trepadeira de flores avermelhadas
BUGIAR (vai) - vai embora, despedir alguém com desprezo
BULHENTAS - desordeiras, turbulentas
BULÍCIO - motim, revolta, agitação
BURGUESA - anti-liberal, anti artística, preconceito superior, classe média
BURILA - apura, retoca com precisão
BURRICADA - asneira, parvoíce
BUTES - (calão) pés
BÚZIO - concha de molusco

quarta-feira, 15 de junho de 2016

C * D

CABEÇÃO - gola, colarinho
CABIDELA - cabimento, assunto
CACHENÉ - lenço para agasalhar o pescoço
CACHUCHOS - anéis com grandes brilhantes
CADINHO - vaso onde se fundem metais
CALÃO - linguagem reles, gíria
CALÇADO DA MÃO - diz-se do cavalo com malhas nas patas
CALCANTE - sapato
CALÇÃO - bom cavaleiro
CAMAREIRA - mulher que faz seviço em bares
CAMBÃO - sociedade para comprar coisas em leilões
CAMBRAIA - tecido fino de linho ou algodão
CAMENAS - que inspiram poetas, musas
CAMONE - (calão) turista americano ou inglês
CAMPANUDO - pomposo, empolado
CAMPINO - homem do campo, guardador de touros, pastor
CANAPÉ - género de sofã
CÂNDIDA - pura, inocente, alva
CÂNDIDAS - puras, inocentes
CANEIRA DA MARACHA - pequeno canal de água (caneira), que separa os canteiros nas hortas (marachas)
CANETAS - (calão) pernas
CANJIRÃO - grande vaso para vinho
CANTOCHÃO - canto tradicional monótono e repetitivo
CAPACHO - pessoa demasiado servil
CAPATÃO - nome vulgar dado a uma espécie do peixe "Pargo"
CAPELO - espécie de capuz de religiosos
CAPONA - égua pequena mas forte
CARCAÇA - esqueleto
CARCOMIDA - gasta, corroída
CARPIR - soltar lamentos, gemer
CARRASCÃO -  vinho forte e adulterado
CARURU - espécie de esparregado, apetitosa iguaria
CÃS - cabelos brancos
CASA-de-TIA  - casa de prostituição, bordel
CASCATA - (calão) velhota
CASTORINA - tecido de pele de castor
CATERVA - muita gente, multidão
CATINGA - cheiro desagradavel
CATRAEIRO - barqueiro (de catraia)
CATRAPISCA - pisca o olho, namoradeira
CATRE - cama tosca e pobre
CATURRAR - discutir, teimar
CAUDILHO - chefe militar
CÁUSTICO - irónico, sarcastico
CAVALHADAS - torneios populares a cavalo
CAVO - ôco, cavernoso, profundo
CEATA - boa ceia, patuscada á noite
CEBOLA - (calão) relogio
CEGADA - mascarados cantando e pedindo. Peça em verso
CEGARREGA - muito palavreado, impertinência
CENTELHAS - faíscas de entusiasmo
CÉPTICO - descrente, duvidoso
CERRO - colina, outeiro
CERÚLEA - da cor do céu, azul celeste
CHACINAS - morticínios, matanças
CHAPADAS - encostas
CHARANGA - fanfarra à base de instrumentos metálicos de sopro
CHARNECA - terreno árido e inculto
CHARRUA - máquina de lavrar a terra
CHAVALA - (calão) rapariga, moça
CHICÓRIA - reles, impertinente
CHINFRINEIRA - desordem, algazarra
CHORA - carro de tracção animal para transporte público usado em Lisboa
CHORISIA - namorada, amante
CHORUME - abundância, opulência
CHOUPAL - mata de choupos (árvores)
CHUCHU - (calão do Brasil) muito, em abundância
CHUNGA - (calão) mau, que não presta
CIBÉRIO - espaço onde circulam dados e informações
CICUTA - planta da qual se extrai um líquido venenoso (Sócrates foi morto pela cicuta)
CILICIO - tormento, sacrificio voluntario
CINGIU - abraçou, envolveu
CIOSOS - desejosos, ciumentos, invejosos
CIPRESTE - símbolo da morte, da tristeza e dor
CÍRIOS - velas de cera
CITAR - avisar, intimar
CLARANTE – janela
COCHICHO - assobio com fole que, soprado, imita o som do pássaro com o mesmo nome
COIO - ordinário, reles
COJITO - reflicto, imagino
COLOMBINA - ladina, sedutora, esperta
COM TODOS OS "MATADORES - completo, com motivos sedutores
COMPADRIO - favorecimento, conluio, combinação para prejudicar outrem
CÔNCAVO - curvo, enviosado
CONCEITOS - opiniões, entendimentos
CONCHEGADINHA - agasalhada, confortada
CONCISO - preciso, exacto
CONDÃO - dom, virtude especial
CONFINA - estabelece barreiras, limita
CONFRANGER - causar dor, atormentar, angustiar
CONLUIO - combinação para prejudicar outrem
CONTRISTADO - penalizado, entristecido
CORCEL - cavalo nobre e belo
CORDAME - conjunto dos cabos de uma embarcação
CORJA - gente grosseira, gentalha
COROLA - conjunto de pétalas das flores
CORREEIRO - que faz ou vende correias ou outras obras de couro como: arreios, malas, etc
CORTAR - (calão) roubar
CORUSCANTES - reluzentes, faíscantes
COUPLET - (do francês), quadra
COVAL - terreno no cemitério
CRAVELHA - peça que retesa as cordas de instrumentos musicais
CREPÚSCULO - decadência, ocaso
CRIOULA - que fala um dialecto originário do português
CRISPAÇÕES – aborrecimentos
CUF - grande empresa industrial do Barreiro
CUIA - conflito, pancadaria
CURRO - conjunto de toiros que se correm no mesmo dia
CURTO (ferro) - diz-se do ferro mais pequeno que se crava no touro
- - -
DEAMBULANDO" - vagueando de um lado para outro
DEBULHADO - separado, descascado
DECANTADO - afamado, famigerado
DECEPA - interrompe, separa, desune
DECLINAR - recusar
DECRÉPITO - muito velho, gasto, arruinado
DEGENERADO - que perdeu qualidades,depravado
DEGREDADOS - desterrados, exilados
DEÍSTAS - que aceitam a existência de Deus mas regeitam qualquer culto
DELATOR - denunciante, acusador
DELEITA - dá prazer, delicia
DELFIM" - pessoa que será provavelmente o herdeiro de : título com que se designou o herdeiro do trono de França
DELIQUINDO - desmaiando
DELONGAS - demoras, adiamentos
DEMANDA - litígio, discussão
DENODADO - ousado, impetuoso
DERRADEIRO - último, do fim, extremo
DERRIBAR - abater, deitar abaixo
DERRUIR - desmoronar, derrocar
DESABRIDA - rude, áspera, insolente, grosseira
DESABROCHA - abre, desvenda
DESARRAIGO - arrancar pela raíz, destruição
DESBRAGADA - solta de linguagem, indecorosa
DESCANTES - cantadores, concerto de vozes
DESDÉM - desprezo, desalinho
DESDITA - desgraça, infelicidade
DESDOIRO - descrédito, vergonha
DESFASTIO - graça, bom-humor, distracção
DESGARRA - afasta, isola
DESGARRADA - cantiga popular ao desafio
DESGRUDADO – descolado
DESMANDOS - infracções, desobediências
DESPLANTE - atrevimento, descaro, ousadia
DESPOJOS - restos mortais
DESPÓTICO - tirânico
DESTREZA - geito, habilidade, agilidade
DESVARIO - desatino, extravagância
DESVELOS - cuidados, carinhos, dedicação
DETONANTE – explosivo
DEVASSAS - desonestas, corruptas
DEVESA - quinta murada, (cercada por muro)
DIADEMAS - coroa ou enfeite em forma de coroa no alto da testa
DIAPASÃO - instrumento de aço de dois ramos que dá o tom
DICHAVAR - interrogar, ditar
DIFUSO" - espalhado, derramado, divulgado
DILACERADAS - despedaçadas, amarguradas, destroçadas
DILECTO - preferido, muito querido
DILIGENTE - zeloso, cuidadoso
DIMANA - brota, flui, nasce
DISPLICENTE - descontente, desagradado, aborrecido
DITOSA - feliz, venturosa
DIVA - deusa, cantora notável
DIVISA - norma de conduta a seguir
DOBRES - toque dobrado de sinos
DOLENTE - que revela dor, magoado, triste
DONAIROSA - jovial, gentil
DORAVANTE - daqui em diante, futuramente
DOSSEL - armação de madeira que se coloca sobre as camas para ornamento
DOUTOS - muito instruidos, sábios
DRAMALHÕES - grandes dramas
DUCAL - da área do Duque
DUENDES - espíritos sobrenaturais que se supunha fazerem travessuras de noite dentro das casas
DÚLCIDO - meigo, delicado

E * F

EFÉMERO - passajeiro, de curta duração
EGO - auto-consciência, "eu"
EGRÉJIOS - distintos, insignes, ilustres
EMANA - sai de: provém de
EMBRIÃO - princípio, origem, começo
EMBUÇADO - disfarçado
EMBUSTEIRA - hipócrita, trapaceira
EMPERTIGADOS - orgulhosos, vaidosos, altivos
EMPROADO - orgulhoso, vaidoso
ENCANADO - preso
ENCANECIDA - envelhecida
ENGALANADA - enfeitada
ENGOLFADO - absorto, mergulhado
ENGUIÇO - mau olhado, mau agouro, quebranto
ENJEITADA - rejeitada, abandonada
ENLEIO - ligação, laço, união
ENLEVO - encanto, êxtase
ENROSTIDO - enrolado, escondido
ENTERNECIDO - sensibilizado, comovido
ENVÉS - avesso, o contrario, o inverso
ENVILECIDAS - desprezíveis
ENXERGA - cama pobre de palha ou folhelho
ENXOVALHOS - ofensas
ENXUDO - atoleiro, lama
ENXUGAR - esvaziar o copo
ERMITÕES - religiosos que vivem solitariamente
ESBANJA - gasta á toa, perdulariamente
ESCABELO - assento raso, espécie de banco
ESCARLATE - vermelho muito vivo
ESCLEROSADOS" - que têm esclerose (endurecimento mórbido dos tecidos)
ESCOL - conjunto de pessoas cultas
ESCOLHOS - obstaculos,dificuldades, perigos
ESCONJURAR - exorcizar, espulsar
ESCONSO - escondido, escuro, oculto
ESCORREITO - são, com boa figura, apurado
ESCOVADINHO - chapéu
ESCRIBA - escrivão, doutor da lei, notário
ESCULPIDO - gravado na pedra ou na madeira
ESGAR - careta, trejeito do rosto
ESMAECIDAS - esmorecidas, a perder o vigor
ESMO (a) - ao acaso, à toa
ESMORECE - perde o ânimo, o entusiasmo, desanima
ESPALDAR - costas da cadeira
ESPARRELA - armadilha, logro, cilada
ESPARSAS - espalhadas, soltas
ESPAVENTO - ostentaçãi vaidosa, espanto
ESPECTRO - coisa que apavora, imagem fantástica
ESPEZINHAR - calcar, vexar, oprimir
ESPOLETA - artifício de guerra destinado a produzir a inflamação da pólvora nas armas
ESPÓLIO - bens que ficam por morte de alguém
ESQUIFE - espécie de caixão
ESTADÃO - grande luxo
ESTARIM - prisão preventiva
ESTAROLAS - levianas, estroinas
ESTERTOR - som cavo e agonizante
ESTILISTA - criador dum estilo, que interpreta á sua maneira
ESTIO - tempo quente e sêco, verão
ESTIRPE - raça, linhagem, origem
ESTOICAMENTE - com firneza inabalavel, corajosamente
ESTOUVANADA - estouvada, trapalhona
ESTRIBEIRA - "sorte" que o cavaleiro remata
ESTRIBO - degrau ou ponto de apoio para o cavaleiro subir á "montada"
ESTRIDÊNCIA - ruído agudo e penetrante
ESTRILHO - complicação, problema
ESTROFE - divisão de um poema
ESTÚRDIA - pândega, estroinice, extravagância
ESVAÍU - dissipou, evaporou, esgotou as forças
ETÉREA- sublime, pura, enlevada
EVASIVAS - pretextos, escapatorias, subterfúgios
EVOLOU - levantou voo, elevou-se
EXALÇAR - engrandecer, glorificar
EXANGUE - desmaiado, enfraquecido, débil
EXARADO - aberto, gravado, mencionado
EXPELIU - proferiu com violência, expulsou, lançou fora
EXTASIA - arrebata, encanta, eleva
EXTORQUISSE - tirasse, subtraísse
EXUBERÂNCIA - abundância, excesso, demasia
- - - 
FÁBULA - conto imaginario
FACHA - face, fisionomia
FACUNDO - que fala bem, eloquente
FADO LIRÓ - catita, janota
FAGUEIRA - meiga, suave
FAIA - fadista, janota
FAINA - trabalho a bordo, trabalho duro
FALENAS - borboletas destruidoras
FALHA - (calão) carta
FALPERRA - lugar de salteadores
FANAL - farol, lanterna
FANCOS - (calão) tem cuidado (põe-te a fancos)
FANDANGO - dança populat a três tempos e sapateada
FANICO - desmaio, chilique
FARFALHAR - falar sem tino, bazofiar
FARISEU - hipócrita, membro de seita de judeus
FARNEL - saco de mantimentos para um passeio
FARPELA - vestuário, fato
FARTUM - fartura de porrada
FASTOS - pomposos, prósperos
FATEIXA - âncora pequena ou arpão com que se tiram cousas do fundo do rio ou do mar
FAUNA - conjunto das várias espécies de animais duma região
FECUNDO - produtivo, fértil
FEITORIA - administração de bens alheios e gestão dos mesmos
FENECEU - findou, extinguiu-se, morreu
FERINO – feroz
FERO - selvagem, feroz, bravio
FERRAR - colocar ferraduras
FERVOROSA - dedicada, zelosa
FIGURA DE PROA - que vai na frente, figura principal, que se destaca
FILÉ - palpite, esperança
FÍMBRIA - orla, franja, beira-mar
FINAR- morrer, acabar
FINITA - que tem fim, limitada, transitória
FIRMAMENTO - céu, a abóbada celeste
FLORETE - espécie de espada
FORA-DE-PORTAS - arredores da cidade
FORRETAS - avarentos, sovinas
FOSFÓRICAS -  brilhantes
FRAGÂNCIA - cheiro suave, aroma delicado
FRAGAS - rochas escarpadas
FRAGATA - barcaça, embarcação
FRAGOR - ruído forte, estampido
FRASCAL - monte de feno
FREIO - peça de metal na boca do cavalo para o dirigir
FRÉMITO - estremecimento, vibração
FRESCATA - digressão pelo campo, patuscada
FRESCOR - frescura, vivacidade, lenitivo
FRESSUREIRO - que vende vísceras (fígado, coração, baço)
FRESTA - abertura estreita
FRONTE - face, testa
FUGANTE -  pistola
FUGAZ - transitório, que passa depressa
FULGENTE - brilhante, luzente
FULGOR - brilho, energia
FULGURAR - sobressair, brilhar
FULIGEM - pó gordurento produzido pelo fumo
FUMO - faixa ou tira de pano usada como sinal de luto no braço, no chapéu etc
FUNÉREO - fúnebre
FUNESTA - sinistra, desastrosa
FURIBUNDO - furioso
FURTIVAS" - dissimuladas, ocultas
FUSTE - haste de madeira
FUTRICA - loja ordinaria, montão de velharias

G * H

GABÃO - espécie de capa com capuz
GABINARDO - varino, vareiro
GAIATO - rapaz alegre, jovial, malicioso
GAJÉ - garbo, elegância, gentileza
GAJONA - espertalhona, finória, sabida
GALARIM - lugar de evidência, ponto alto
GALDÉRIA - vadia, vagabunda
GALÉ - barco à vela e remos
GALERA - barco de comércio ou de guerra
GALHARDIA - elegância, beleza, ânimo
GALHOFEIRAS - brincalhonas, divertidas
GALUCHO - recruta, novato, caloiro
GAMBIARRA - luz suspensa a certa altura
GANGES - rio asiático sagrado para os hindus
GANHÕES - que vivem do seu trabalho
GARANHÃO - homem forte, femeeiro
GARBO - elegância, galhardia
GARGANTEADOS - trinados, gorjeados
GARINA - miúda, moça, rapariga
GELOSIA - espécie de persiana que permite ver sem ser visto
GENTIA - pagã, pouco civilizada
GÉRMEN - matéria que dá origem a um ser vivo
GERMINA - produz, gera
GESTOÁLIA - reforço e animação por gestos para expressar pensamentos e sentimentos.
GILVAZ - cicatriz, golpe, lanho
GIMBRINHA - bebedeira
GINETE - cavalo de boa raça, fino e adestrado
GÍRIA - calão, linguagem reles
GLOSA - desenvolvimento de um mote
GODA - que pertence á nação dos godos (povo da antiga Germânia)
GOIVA – noiva
GONZOS – dobradiças
GORBELHA - alcofa, cesta de vime onde se deitavam os bebés
GORGOLEJAR – gargarejar
GORJEIOS - trinados, garganteios
GOSMA - que vive ás custas de outrem
GRÁCIL - delicado, subtil, fino
GRANJEAR - obter, conquistar
GRANJEIA - colhe, lucra, obtém
GRANZAL - terreno semeado de grão-de-bico
GRÁVIDAS - repletas, carregadas
GREGÁRIA - que vive em grupo compacto
GREI - sociedade, povo, nação
GRILHÃO - prisão, algema, cadeia
GRILHETAS - algemas para os pés
GROSSOS - bem bebidos, embebedados
GROTESCOS - ridículos, excêntricos
GRUNHIDO - som gutural semelhante á voz do porco
GUINDAR - (calão) roubar
GUIZALHADA - ruído contínuo de guizos
GUIZALHOU A PARELHA - colocou guizos nos cavalos
GURU - espécie de mestre, guia
- - -
HALO - glória, prestígio
HARMÓNICO - que tem harmonia, coerente, regular
HAUSTO - gole, sorvo, trago
HECATOMBE - grande desgraça, sacrifício de muitas vidas, destruição
HERESIAS - opiniões falsas ou absurdas
HIATO - interrupção, intervalo, espaço intermédio
HIRTOS - imoveis
HOMBRIDADE - nobreza de carácter, coragem moral
HORTAS - restaurante ou taberna nos arredores da cidade
HÚMUS - terra vegetal que fornece a nutrição das plantas

I * J * L

IDÍLIO - devaneio, fantasia
IGNOMINIOSO - aviltante, afrontoso
IGNOTOS - desconhecidos
IGUALHA - identidade de posição social, da mesma espécie
ILHARGA - flanco, estar ao lado, ao pé
IMPÁVIDAS - arrojadas, destemidas, que não se intimidam
IMPELE - incita, estimula, impulsa
IMPENITENTE - que não se culpa a si próprio
INCAUTO - descuidado, imprudente
INCENSO - resina aromatica, vapor odorante
INCESTO - união ilícita entre parentes próximos
INCLEMENTE - sem piedade, cruel, severo
INCONGRUENTE - que não condiz, incompatível, incoerente
INCONSTÂNCIA - instabilidade, facilidade em mudar de opinião
INCONTIDA - que não se contém, tolerante, que perdoa, indulgente
INCÚRIA - falta de cuidado, negligência, desleixo
INDÍCIO - sinal, vestígio
INDIGÊNCIA - pobreza extrema
INDIVISÍVEL - inseparável, que se não pode dividir
INEBRIA - embriaga, entusiasma
INFRENE - desenfreado, desordenado
INSANAS - que não estão bem do espírito, dementes, doentes
INSIGNE - notavel, ilustre, famoso
INSINUA - dá a entender, tenta captar simpatia nos fins do século XIX princípios de XX
INSONTE - inocente, que não tem culpa
INSUBMISSO - desobediente, independente
INTEIRIÇADOS - orgulhosos, soberbos
INTRÍNSECO - inerente, íntimo, que está no interior duma coisa
INVEJOSO (calão) - casa de penhores
INVOCAR - solicitar, evocar, apelar para:
IRACUNDO - colérico, irado
IRISADOS - coloridos, com as côres do arco-íris
IRREFUTAVEIS - que se não pidem desmentir, contradizer ou negar
IRRESOLUTO - indeciso
IRRISÃO - escárnio, zombaria, troça
ÍTEM - artigo, parcela, verba
- - -
JACARANDÁ - árvore de folhas arrocheadas
JAMBO - fruto do jambeiro...
JANGADEIRO - dono ou arrais de jangada
JAQUETÃO - casaco cingido que desce abaixo da cintura
JAQUINZINHOS - carapau pequeno
JOCOSO - que provoca o riso, gracioso
JORRA - sai com ímpeto, brota
JÚBILO - alegria, satisfação, regozijo
JUCUNDO - alegre, gracioso, aprazível
JUNCADA - coberta de: (rosmaninho, por exemplo)
JUNCO - planta que cresce nos pântanos ou em lugares húmidos
- - - 
LABUTAM - trabalham árduamente
LADEIRA - subida, encosta
LADINA - manhosa, finória
LAIA - raça, estirpe, qualidade
LAIVA - astúcia, ronha, palavreado
LAMBER A FERIDA - adular, bajular, ou lisonjear servilmente
LAMECHA - namorado ridículo, piegas
LAMIRÉ - nome vulgar do diapasão
LAMPADÁRIO - candelabro ou candeeiro com várias lâmpadas
LAMPEIRO - apressado, espevitado, lesto
LAMPEJANDO - brilhando, cintilando
LANCINANTE - muito doloroso, pungente, aflitivo
LANGOR - dolência, languidez, cansaço
LANGUESCENTES - calmas, frouxas, doces
LANTEJOULADA - coberta de lantejoulas
LARICA (calão) fome
LASÃ - diz-se da cor fulva (alourada) da égua
LASCÍVIO - com inclinação para a luxúria e para a libertinagem
LASCIVO - sensual, libidinoso
LASSOS - cansados, esgotados
LASTRO - preparação da barriga ou de algo para encher
LÁTEGO - chicote, castigo, flagelo
LATEJAR - pulsar com frequência, palpitar
LATENTE - dissimulada, disfarçada, oculta
LATIDO - grito agudo, ruido
LATITUDE - amplidão, largueza, liberdade de acção
LATRINA - retréte, sentina
LAUDA - página de um livro
LAUTA - abundante, esplêndida
LEDO - contente, alegre, satisfeito
LEITOSOS - que têm aspecto ou cor do leite
LEIVA - sulco aberto pelo arado
LEZÍRIA - terreno alagadiço na margem do rio
LIBERTINA - devassa, desregrada
LÍDIMO - autêntico, genuino, legítimo
LIMOS - plantas aquáticas da família das algas
LINEAR - a direito, como uma linha recta
LIRA - instrumento musical de cordas
LITERAIS - restritas, rigorosas
LITORAIS - marginais, à beira-mar
LOA - lisonja, mentira com fins interesseiros
LOCANDA - tasca, taberna
LÚCIA-LIMA - arbusto aromatico, limonete
LUDIBRIADOS - enganados
LUNDUM - dança viva e desenvolta, canto ou música correspondente
LUTUOSOS - cobertos de luto, tristes

M

MABOQUE - árvore africana
MACANJOS - velhacos, falsos
MACERADA - torturada, mortificada
MADRAÇA - mandriona, preguiçosa
MADRAÇOS - mandriões, preguiçosos
MADRIGAL - composição musical e poética dirigida como galanteio às damas
MAGANĀO - figurão, ratão, mariola
MAGANO - de mau gosto, malicioso
MAJESTIC - emblematico café do Porto considerado um dos mais belos do mundo
MALEITAS - males, doenças
MALQUISTO - mal visto, odiado
MALTEZ - vagabundo, finório, mentiroso
MALVA-ROSA - planta aromatica
MALVASIA - vinho generoso de uvas muito doces
MANCAR (calão) ver, observar
MANGAS - indivíduo, pessoa
MANGOS - patife, vigarista
MANJAR - (calão) ver, perceber
MANSARDA - moradia miserável
MARAFONA - mulher reles, prostituta
MARCENEIRO - artífice da madeira, que "trabalha" a madeira
MARIALVA - fadista de família distinta que veste bem e está ligado aos cavalos e toiros
MARIMBAS - não ligas importância, estás-te nas "tintas"
MARMÓREOS - da cor do mármore, frios, severos
MAROIÇO - onda grande e encapelada
MARULHAR - imitar o barulho das ondas, agitar
MASTODONTE -agigantado, muito grande
MATULA - vadiagem, corja, súcia
MAUSOLÉU - monumento funerário
MAVIOSO - afectuoso, suave, sensível
MEDRA - cresce, aumenta, desenvolve-se
MELANCOLIA - tristeza, abatimento
MELENA - madeixa de cabelo
MELOPEIA - canto monótono
MERCENARIO - movido pelo interesse, interesseiro
METAFÍSICA - doutrina da essência das coisas
METÁFORA - significado dadp a uma palavra em sentido figurado
MIGALHO (de gente) - pequeno, gente miúda
MILHADURAS - (calão) gorjetas
MILORDE - que tem aparência de rico nobre, figurão
MIRRADAS - secas, ressequidas, pequenas
MISERANDA - lastimavel, deploravel
MISTICISMO - crença no sobrenatural, devoção religiosa
MITO - coisa rara e inacreditavel, coisa fabulosa
MOFANDO- troçando, zombando
MOÍNHAS - repetição enfadonha de palavras
MOIRAMA - terra de mouros
MONDA - limpeza de ervas daninhas, limpeza do nocivo ou supérfluo
MONOPÓLIO - previlégio de vender sem concorrência, posse exclusiva
MOR - maior
MÔR (por) - por causa
MÓRBIDO - prejudicial á saúde, doentio
MORINGA - planta aromatica
MORNA - dança e canção vagarosa originária de Cabo Verde
MORTALHA - roupa que envolve o morto
MOSQUEIRO - (calão) casa
MOSTO - suco de qualquer fruto que contenha açúcar em fermentação
MOTE - tema, epígrafe, assunto para desenvolver
MOTRIZ - motora, que dá força...
MOUREJANDO - trabalhando duro, lutando
MULHER de MEIA-PORTA - mulher de "mau porte"
MUNGIAS - ordenhavas a vaca, tiravas o leite
MURAL - baluarte, pintura na parede que revela nomes ou factos historicos
MURTEIRAS - arbustos que produzem flores brancas e cheirosas, florinhas brancas
MUSAS - fonte de inspiração de poetas 

N * O

NACARADA - com brilho
NÁIADE - divindade grega que presidia ás fontes e aos rios
NAIFA - navalha de ponta e mola, faca
NALGADAS - açoites
NANJA - não, nunca, por forma nenhuma
NAUSEADA - enojada, enjoada
NAUTA - marinheiro, navegador
NEGAÇA - engano, recusa, engodo, logro
NEGRURA - de cor negra, triste
NÉON - reclamo luminoso
NICHO - pequena e acanhada habitação
NINAR - embalar para adormecer
NINFA - divindade dos rios, sereia
NODÍZIA - fatia de pão
NOJO – luto
NOSTALGIA - desejo de voltar a ver algo, saudade
NOVILHO - boi de tenra idade
- - -
OBLÍQUAMENTE - proceder sem franqueza, com astúcia
OCASO - o pôr-do-sol
ÓCIO - lazer, vagar, nada fazer
ODISSEIA - aventura extraordinária
OH VIVA da COSTA - pregāo de varina anunciando sardinha fresca
OLORES - cheiros agradáveis, odores
OLVIDAR - esquecer, perder a memoria
OMNIPOTENTE - que tem poder absoluto
ORBE - mundo
ORELHADA - bofetada
ORGIA - festim, desordem
OSCILA - balança, vacila
OSMOSE - impulso, ampliar
OSTENTAM - exibem com aparato e orgulho
OTÁRIO - ingénuo, tol

OVELHA NEGRA - pessoa cuja companhia e exemplo se deve evitar, tinhoso

P

PAGÃO - adorador dos falsos deuses, idólatra
PAI-de-SANTO - sacerdote de macumba (feitiçaria)
PAIOL - barriga
PAIVANTE - cigarro
PAJEM - acompanhante "nobre" dum príncipe ou fidalgo, ama-seca
PALETÓ - sobretudo
PALHINHAS - chapéu de palha
PALÕES - mentirosos
PALOR - palidez
PAMPILHO - vara com ponta de ferro
PARADOXAIS - contradizentes, que sustentam algo sem convicção
PARAFRASEAR - explicar desenvolvendo ou evocando outrem
PARCO - pequeno
PARDIEIRO - casa em ruínas, edifício velho
PARDO - (dinheiro) meio escuro, de proveniência duvidosa
PARELHA - um par de flores, um par de músicos
PÁRIA - sem casta, desdenhado, desprezado
PAROS - ilha grega famosa pelo se mármore branco
PARRANO - que veste mal
PARVALHEIRA - terra ou lugar muito calmo onde se não passa nada
PASMA - polícia
PASMACEIRA - marasmo, que não se passa nada
PASMAM - admiram-se, espantam-se
PATOLAS - tolo, imbecil, com pé muito grande
PAUPÉRRIMO - muito pobre
PÁXÁ - insolente, mandrião
PECHINCHA - coisa comprada a preço reduzido. (calão) a amante
PECHISBEQUE - objecto de pouco valor, ouro falso
PEDANTES - vaidosos, que alardeiam conhecimentos que não possuem
PEJO - pudor, vergonha
PENANTE - chapéu alto
PENDÃO - insígnia, divisa, bandeira
PENDURA - que depende do outro
PENEIRA - (calão) fome
PENÉLOPE - esposa fiel, virtuosa
PENTAGONAL - que tem cinco lados
PENUMBRA - pouca luz, meia luz
PENURA - tristeza, pena
PERALTA - janóta, elegante
PERENE - perpétuo, eterno
PERFÍDIA - deslealdade, traição
PERGAMINHOS - títulos relevantes, historial de fama
PERPASSA - passa junto, roça levemente
PERPENDICULAR - direito, aprumado
PERSENTIR - sentir profundamente
PERSEVERANTE - inconstante, versátil
PERSUADE - leva a crer, convence, induz
PERTINAZ - persistente, obstinado, firme
PERVERSÃO - corrupção, depravação
PERVERSOS - malvados, maus
PETRIFICADA - imóvel, estupefacta
PETULANTE - atrevido, ousado
PIANO - (calão) piano, armário
PICADEIRO - lugar onde se adestram cavalos ou se fazem exercícios de equitação
PICADINHO - compasso saltitante em que as notas se separam ligeiramente
PIELA - (calão) bebedeira
PIERRÔT - (calão) papalvo, imbecil
PIFÃO - (calão) bebedeira
PILECA - cavalgadura ordinária
PIMPÃO - janota, elegante, garbos
PIMPOLHO - criança robusta
PINGA-AMOR - sempre enamorado
PINHA - (calão) cabeça
PINÓIA - tipo ordinário, reles
PINTOR (um) - mil escudos
PIRRAÇA - desfeita, partida
PIRUA - mulher ordinária
PISCALARETE - (calão) que tem defeito num olho
PITEIRA - aguardente, bebedeira
PITORESCA - graciosa, original
PLÁCIDAS - tranquilas, serenas, calmas
PLANGENTE - lastimoso, choroso
PLEBEUS - da "populaça", ordinários, que não pertencem à nobreza
POALHA - poeira muito fina no ar
POBRAS - povoados
PÔE-TE N’ALHETA - daqui p'ra fora
POIAL - banco fixo de pedra ou madeira
POLDRO - cavalo de pouca idade, potro
POLICROMIA - conjunto de cores
POLIEDROS - que tem muitas faces
POMAS - os seios da mulher, mamas
PONTAS (em) - diz-se dos touros não embolados, sem protecção nos cornos
PONTO-LUZ - encontro de duas linhas que de onde partem se reflectem raios de luz
POR DÁ CÁ-AQUELA-PALHA - sem motivo ou razão
PORFIA - discussão, contenda de palavras ao desafio
POROROCA - grande onda, tsunami
PORVIR - futuro, o tempo que há-de vir
POSTEI- coloquei
PRANTEAR - lastimar, lamentar
PRAXE - costume, uso, prática
PRAZA A DEUS - queira Deus, tomara Deus
PRAZENTEIRO - jovial, alegre, agradavel
PRECE - súplica religiosa, reza, oração
PRECEITO - determinação, mandamento, rigor
PRECOCE - prematuro, antecipado
PREGÃO - anúncio público em voz alta para venda de qualquer produto
PREGO - casa de penhores
PREITO - homenagem, tributo
PRENDADA - que tem dotes apreciaveis, trabalhadeira
PRESSAGA - pressente
PRESSÁGIO - pressentimento
PRESSENTIR - sentir antecipadamente
PRESSUROSO - diligente, activo
PRESTEZA - prontidão, agilidade
PRESUMIDO - presunçoso, vaidoso
PRESUNÇOSO - vaidoso, presumido
PRIMÍCIAS - primeiros efeitos, primeiros sentimentos
PROCELA - tormenta no mar, tempestade
PRÓDIGO - perdulario, esbanjador
PROEMINENTE - importante, distinto, fora do comum
PROFANAR - injuriar, ofender
PROFANO - estranho á religião
PROSADORES - que têm muita lábia, basófia, muito faladores
PROSÁPIA - basófia, orgulho, jactância
PROSCRITA - expulsa, banida, proibida
PROSOPOPEIA - discurso empolado
PROSTRAR - submeter, subjugar, abater, enfraquecer
PROTOCOLAR - formulario que regula os actos públicos
PRURIDO - tentação, impaciência, grande desejo
PUDOR - timidez, vergonha
PUGNA - discussão, polémica, briga
PUJANÇA - vigor, força
PUNGIR - estimular, incitar, afligir
PUNJENTE - doloroso
PURPURINA - avermelhada
PUXAVANTE - puxado, salgado ou apimentado e que desperta o desejo de beber vinho

Q * R * S * T

QUADRIL - ancas do boi, parte trazeira do touro
QUADRILHEIRAS - mal dizentes, que vexam
QUEBRANTO - fraqueza, doença, mau olhado
QUEQUE - (calão) "fino", peneirento
QUERUBIM - anjo
QUIETUDE - sossego, tranquilidade, paz
QUILHA - peça de madeira do navio que vai da popa à proa
QUIMERA - ilusão
QUITES - livres de dívidas, desobrigados, empatados
- - - 
RADIOSA - muito alegre
RAIA - acto inconveniente ou desastrado
RAIANA - do limite da fronteira
RALAÇÕES - apoquentações, aflições
RALÉ - populacho, escória da sociedade
RAMBÓIA - grande pândega, estúrdia
RAMEIRA - mulher de má vida, prostituta
RANZINZA - birrento, teimoso, mal-humorado
RAPAZIO - rapaziada, malta jovem
RASOS (de água)" cheios de lágrimas
RASPAR - (calão) fugir
REALEJO - instrumento de foles postos em movimento por manivela
REBATE (a) - (sinos) comunicação ou informação de acontecimento grave
REBELAREM – revoltarem
RECATO - cautela, prudência
RECÔNDITO - escondido, retirado
RÉDEA - correia que guia o cavalo
REDONDÉIS - arenas, praças de touros
REDONDEL - arena redonda, praça de touros
REFRIGÉRIO - alívio pela frescura, consolação
REFULGIA - brilhava, resplandecia
REINAR - folgar, divertir-se
RELHO - muito velho
RELICÁRIO- cofre onde se guardam relíquias
REMANSO - descanço, sossego, tranquilidade
REMOÇAR - tornar novo, rejuvenescer
REPEZA - arrependida
REPULSA - aversão, repugnância, nojo
REQUEBRO - gesto amoroso, trinado
RESCENDES - emites, exprimes
RESPLENDOR - celebridade, glória
RESQUÍCIO - vestígio, resto
RESSEQUIDA - muito sêca
RETIROS - recintos anexos ás casas de pasto onde se cantava o fado
REVERDECER - tornar verde, cobrir de verdura
REVESES - acontecimentos desfavoraveis, contrariedades
REVEZES - cada um por sua vez, ora um ora outro
REVIVALISMO - vontade de recordar com sentimento positivo
REVOLTO - agitado, perturbado, revolvido
RIGOROSO - exigente, exacto, preciso
RISTE - pronto para o ataque
RITO - cerimonial, solenidade, formalidade
RODOS (a)  - em quantidade, à larga
ROJO (de)" - de rastos, tocando o chão
ROQUEIRO - assente sobre rocha
ROSICLER - da côr da rosa e da açucena
ROSSIO - praça larga, lugar espaçoso de desfrute do povo
RUÇO - diz-se do cavalo de pelo castanho claro
RUFIA - fadista, faia, desordeiro
RUSTIDADE - falta de delicadeza
- - - -
SABUJO - servil, bajulador, parasita
SACADAS - balcão da janela que "ressai" da parede, varanda
SACRO - santo
SACROSSANTA - muito santa
SAFÕES - meia-calça de pele usada pelos pastores
SAFRA - colheita
SALAMALEQUES - reverências exageradas
SALSIFRÉ - bailarico, sarau ridículo
SANFONA - instrumento de cordas, rabéca
SECTÁRIO - partidário apaixonado, faccioso
SECULARES - que são muito antigas
SEGREL - trovador
SEGURELHA - planta empregada como condimento na culinária
SEJE - carruagem semelhante a pequeno coche
SELHA - género de bacia ou alguidar redondo e de madeira
SEMBLANTE - aparência, aspecto, fisionomia
SEMITONADO - que sai do tom
SEMOVENTE- que anda ou se move por si próprio
SENDEIRO - desprezível
SÉPIA - líquido segregado pelos "chocos" do qual se faz uma tinta empregada na pintura
SÉQUITO - guarda de honra, acompanhantes
SERENA - (calão) polícia
SEROA - faz serão, grande serão
SERRALHO - lugar de prostituição, harém, bordel
SERVIDÃO - escravidão
SERVIL - servo, escravo servidor
SIAR - fechar as asas para descer mais depressa
SIBILAVA - assobiava, silvava
SICAR - cidade da Palestina
SIDERAIS - celestes
SILENTE - silencioso
SINGELAS - simples, sem companhia, a sós
SOBRAÇANDO - segurando debaixo do braço
SOBRANCEIRO - arrogante, altivo, elevado
SOCAPA - disfarçadamente, furtivamente
SOGRA - rodilha de pano para protejer a cabeça de pesos (como a canastra)
SOLENE - pomposo, aparatoso, magnífico, magestoso
SOLIDÉU - pequeno barrete
SOMBRINHA - pequeno guarda-sol
SONÂNCIA - melodia, música
SONEGAR - ocultar, subtraír fraudulentamente
SORTILÉGIO - bruxedo, trama, malefício ou artimanha, feitiço
SOTURNA - sombria, tristonha
SOVELÃO - avarento, demasiado poupado
SUBJUGA - domina pela força, reprime
SUBLIMADOS - enlevados, engrandecidos
SUCUMBIR - ser vencido, vacilar, caír
SUDÁRIO - pano que servia para limpar o suor, mortalha
SULCANDO - atravessando, cortando
SULTÃO - que tem muitas amantes, senhor poderoso
SÚPLICA - pedido verbal em que se solicita ajuda, favor, graça, esmola
SURDINA - voz baixa
SURDO (calão) - banco de madeira
SUSTENIDO - meio tom acima
- - -
TACÃO - barulheira, apupo
TACULA - nome de árvore africana
TALHAS - cortas
TALMA - célebre actor francês (teatro, "arte de Talma")
TALUDA - (quando alguém me taluda) = dá-me sorte
TAMANQUINHAS - chinelo baixo de entrada larga e normalmente com sola de madeira
TANGENDO - tocando
TANSOS - palermas, sonsos, pacóvios...
TAPADA - mata cercada por muro onde se cria caça
TARRO - vaso para recolha do leite na ordenha
TECEDURAS - tramas, enredos, intrigas
TENAZ - persistente, obstinado
TENIR - sem dinheiro, atormentado
TEOR - norma, regra, sistema
TERTÚLIA - reunião familiar, agrupamento de amigos
TEZ - epiderme do rosto, pele
TIARA - mitra ou barrête com 3 coroas
TINHOSAS - (em calão) sardinhas
TIPÓIA - carruagem velha
TIRA (à) - diz-se da forma de cravar um ferro na tourada
TOGADO - que usa toga (manto largo)
TOMILHO - planta odorífera utilizada no tempero culinário
TONANTE - forte, vibrante, que atroa
TORPE - nojento
TORPOR - indiferença, insensibilidade, inércia, apatia
TORRÃO - a nossa terra, a pátria
TORVELINHO - redemoinho
TORVO - sinistro, pavoroso, que infunde terror
TOSQUEI - entendi, percebi
TOUTINEGRA - pequena ave canora
TRAÇA - planta, traçado, organização, disposição
TRAMAS - enredos, intrigas, ardis
TRANCAS - pernas
TRANQUEIRAS - altas como tapumes ou paredes
TRANSLÚCIDO - esclarecido, ilustrado
TRAPAÇA - fraude, patifaria, maroteira
TRAPEIRA - água furtada
TRAQUITANA - veículo ordinário
TRASTE - velhaco, vil, reles
TRAUTEAR - cantarolar
TRAVO - sabor
TREMENTES - que tremem, a tremer
TRESLOUCA - perde o juízo, enlouquece
TRIBUTO - homenagem, preito, contributo
TRICANA - rapariga do campo, camponesa
TRIGUEIRINHA - moreninha
TRIPEÇA - banco de três pés
TROPEL - balbúrdia, confusão
TRUÕES - bobos, palhaços
TULHAS - celeiros, camas
TÚMIDO - vaidoso, arrogante
TUMULTUOSAS - agitadas, acidentadas
TURBA - multidão desordenada
TURBAÇÃO - perturbação, desassossego, inquietação
TURBILHÃO - agitação violenta, confusão, multidão agitada

U * V * X * Z

UFANO - vaidoso, orgulhoso
UMBRAIS - entradas, ombreiras da porta
UNA - unânime, de comum acordo
UNGIDOS - purificados, abençoados
UNICÓRNIO - símbolo da virgindade e da pureza, animal com corpo 
                                    de cavalo e um corno a meio da testa
URZE - planta que cresce em terras incultas
USURÁRIO - avarento, sovina, agiota
UTOPIA - quimera, ilusão, fantasia
- - -
VÃ - sem significado, inútil, sem interesse
VAGA-LUME - pirilampo (insecto) que emite luz
VAGIDOS- lamentos,  gemidos
VAIS - terras baixas
VÃO (em) - inutilmente, debalde, sem apoio
VAPOROSAS - subtis, delicadas
VARA - conjunto de porcos (o mesmo que manada)
VARIAÇÃO - efeito de variar, mudança
VARONIS - viris, enérgicos, intrépidos
VASSALAGEM - submissão
VATE - poeta, profeta
VAU - horto
VEGETAS - vives com más condições na inércia, sem emoções
VELA PANDA - vela grande de embarcação
VELADA - coberta, enfraquecida, que perdeu o brilho
VEM ASINHA - vem depressa, sem demora
VERBENAS - arraiais ou festas nocturnas ao ar livre
VERBERAR - censurar, reprovar
VERDUGO - carrasco, pessoa cruel
VEREDAS - caminhos estreitos, atalhos
VERGÃO - vinco na pele, provocado por pancada
VERGEL - jardim, pomar
VERSÍCULO - divisão de artigo ou parágrafo
VERSÍCULO - divisão de parágrafo
VETUSTO - respeitado pela sua idade, antigo
VIANDANTE - caminhante, viajante
VICISSITUDES - reveses, acasos
VIDA AIRADA - boémia, vagabunda
VIDA LOUÇÃ - boa vida, elegante, com graça
VIL- abjecto, desprezível
VINTÉM - moeda de cobre antiga que valia 20 réis
                      eqivalente a: estar na penúria, estar "teso", sem dinheiro
VITUPÉRIO - insulto, injúria
VOCALIZOS - exercícios de canto
VOEJAR - esvoaçar
VOGAR - navegar, andar, percorrer
VOLÁTIL - volúvel, inconstante
VOLUBILIDADE - inconstância, falta de firmeza de convicções
VORAZ - que não se farta, ambicioso, ávido
- - - 
XAILE DE TONQUIM - xaile de seda originario de "Tonquim" (Vietname do Norte)
- - - 
ZAGAIS - moços fortes, pastores
ZARANZA - pessoa atabalhoada, bêbado, desastrado
ZURRAPA - coisa má, estragada